FLUORETAÇÃO DA ÁGUA EM CIDADES BRASILEIRAS NA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉCULO XXI


Paulo Frazão, Paulo Capel Narvai
Rev. Saúde Pública vol.51  São Paulo  2017  Epub May 15, 2017


OBJETIVO: Avaliar a cobertura da fluoretação da água de abastecimento público em municípios brasileiros na primeira década do século XXI, segundo porte demográfico e nível de desenvolvimento humano municipal (IDH-M). MÉTODOS: Foram utilizados dados produzidos por agências nacionais de informação e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. O porte demográfico foi separado em < 10 mil; 10-50 mil; > 50 mil habitantes. O IDH-M foi classificado em < 0,600; 0,600-0,699; 0,700-0,799; > 0,799. As desigualdades absoluta e relativa entre as categorias foram avaliadas por meio de indicadores de efeito e de impacto total. RESULTADOS: Foram obtidas informações para 5.558 municípios. A taxa de cobertura da fluoretação da água aumentou de 67,7% para 76,3%. Passaram a ser beneficiados pela medida 884 (15,9%) municípios, e 29,6 milhões de habitantes. Observou-se ampliação expressiva em municípios com < 10 mil habitantes (aumento de 21,0 pontos percentuais) e com IDH-M baixo ou muito baixo (17,7 pontos percentuais). CONCLUSÕES: A cobertura populacional da política pública aumentou 8,6%, sendo expressivas as reduções das desigualdades absoluta e relativa segundo o porte demográfico e o IDH-M. Quanto à taxa de cobertura municipal, houve também redução da desigualdade em todas as comparações com exceção da desigualdade absoluta entre as categorias de IDH-M. A política pública operou como fator de proteção sanitária no contexto das políticas de proteção social em curso no país. Leia o Artigo.

REGULAMENTO DO ESTÁGIO RURAL EM SAÚDE COLETIVA


     
      Nesta data, os representantes da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação profª Patrícia Ferreira (Coordenadora de Legislação e Normas da PROGRAD), profª Simone Nascimento (Coordenação de Programas Acadêmicos da PROGRAD), Procuradoria Jurídica Reinaldo Silva Filho, Coordenação do Estágio Rural em Saúde Coletiva (ERSC), bem como os professores do Estágio Rural, reuniram-se para estudos relacionados à atualização do Regulamento do Estágio Rural em Saúde Coletiva.


ATIVIDADES
 

MANACAPURU
Os acadêmicos da 2ª Turma/2017 do curso de Odontologia, Medicina e Enfermagem vem desenvolvendo atividades nas Unidades Básicas de Saúde, tais como, visita domiciliar, atendimento clínico supervisionado (odontológico, médico e de enfermagem), entre outras atividades inerentes à disciplina Estágio Rural em Saúde Coletiva nos municípios de Barcelos, Barreirinha, Borba, Novo Airão, Parintins, Rio Preto da Eva, Manacapuru, Maués, Manaus, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé  localizados no Estado do Amazonas.

BARREIRINHA
TABATINGA
Em Tabatinga, os acadêmicos da UEA fizeram uma roda de conversa com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) sobre a importância do papel do ACS na Estratégia Saúde da Família.


SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA E PARINTINS


Os alunos Athos Prado, Helio Rodrigues, Erika Batista, Ana Claudia Oliveira e Taline Azedo, finalistas dos cursos de medicina, odontologia e enfermagem, já se encontram no município de São Gabriel da Cachoeira desde o dia 16 de abril desenvolvendo atividades obrigatórias da disciplina Estágio Rural em Saúde Coletiva. No decorrer do estágio os mesmos desenvolverão atividades de promoção à saúde com a população do município. Nesses primeiros dias já tiveram a oportunidade de visitar o Distrito de Lauareté, que fica a 240Km da sede da cidade, em cuja ocasião foram realizadas palestras de variados temas, tais como a malária - extremamente endêmica na região -, escovação supervisionada e aplicação de flúor em escolares.

SÃO GABRIEL

SÃO GABRIEL

Os alunos Samara Bentes, Alessandra Leão, Victor Barbosa, Fabiana Pereira, Mylla Castro, Jean Michael Lima e Daniele Sakamoto encontram-se desenvolvendo ações em saúde no Boi Garantido, no município de Parintins.

PARINTINS




RIO PRETO DA EVA - AMAZONAS



Os acadêmicos da disciplina Estágio Rural em Saúde Coletiva da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), SILVIA ALMEIDA DA SILVA, RICARDO MONTEIRO DA SILVA e YOHANSSON ROSBERG TAVARES DIAS (Medicina); THALLYSON ALVES CAMPELO (Odontologia); VANESSA MENDES CALMONT e CAROLINA DA SILVA MELO (Enfermagem) estão desenvolvendo uma ação de combate a Malária no município de Rio Preto da Eva.

Calendário da disciplina